Parceiros

Parceiros
Mercevolks

Parceiros

Setembro e o mês de conscientização contra o suicídio, conheça o setembro amarelo


Campanha Setembro Amarelo está em andamento

O mês de setembro é definido como o mês de prevenção ao suicídio, recebendo a identidade de Setembro Amarelo.

Desde 2014, ocorrem campanhas de conscientização para mostrar à população a importância de conhecer comportamentos suicidas e entender o grande problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Durante o mês não é raro ver monumentos e espaços públicos iluminados com a cor amarela.

Porque setembro?

Setembro é o mês, pois, no dia 10 é comemorado mundialmente o Dia de Prevenção ao Suicídio. Atualmente, esse problema está expressivamente presente na população jovem. Segundo o Ministério da Saúde, 32 brasileiros se matam por dia.
De cada 10, nove seriam potencialmente evitáveis.

Hoje o suicídio mata mais do que a Aids e muitos tipos de câncer. Com frequência surgem notícias . de pessoas comuns e até famosos que já sofreram com o problema . Sinais que podem indicar comportamento suicida:

1 - Realizar tarefas pendentes

A pessoa começa a realizar tarefas pendentes com o intuito de deixar tudo em ordem. Começa a pagar contas que estavam atrasadas, doa objetos pessoais que passam a não ter mais significado.

2 - Depressão e isolamento excessivo

É comum que pessoas com potencial comportamento suicida se isole do mundo e tenha um quadro de tristeza patológica. Geralmente, as atividades cotidianas, como trabalho e convívio familiar, começam a ser extenuantes. Não é em todos os casos que a própria pessoa observa o quadro depressivo.

3 - Alteração de comportamento

Pode haver mudança repentina no comportamento que não se justifica por algo que tenha ocorrido no dia a dia da pessoa. Ela pode não mais se interessar por conversar e diversões que gostava.

Não é incomum que comportamento de risco se apresente como uso de drogas, relação sexual desprotegida e direção perigosa. Por não mais se interessar pela vida, a pessoa pode se descuidar de sua aparência, não mais se arrumando, tomando banho etc.

4 - Ameaças de suicídio

Quando a pessoa começa a elaborar sobre sua morte, ela pode muitas vezes fazer ameaças para algum familiar ou amigo. É comum que as pessoas vejam esse comportamento como uma tentativa de chamar atenção, mas nunca deve ser menosprezado, sobretudo se a pessoa está em um período de crise de depressão ou outro quadro que a comprometa psiquicamente.

Como ajudar?

Se identificar uma pessoa com comportamento suicida é importante mostrar atenção e carinho por essa pessoa e fazê-la entender que isso não é frescura ou coisa do tipo. Você deve indagar seu comportamento e até mesmo se ela pensa em se matar.

A ajuda especializada deve ser sempre acionada, preferencialmente um médico psiquiatra. Hoje existe um telefone do Centro de Valorização da Vida, o 141, que funciona 24 horas por dia e oferece suporte para quem está passando por momento de angústia e desespero.
#SetembroAmarelo #life#prevençaoaosuicidio

Por Blastingnews

patrocínios

patrocínios