Parceiros

Parceiros
Mercevolks

Parceiros

Cerol e linha de pipas vem preocupando autoridades


O vigilante Marcelo Pereira Meira quase perdeu a vida ao ter o seu pescoço cortado por uma linha com cerol (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Segundo uma música famosa "brincadeira de criança, como é bom, como é bom", mas, como todas as regras têm suas exceções, uma brincadeira aparentemente infantil, se mostrou, ao longo do tempo, uma arma mortal. Estamos nos referindo ao ato de empinar pipas, as quais são conduzidas por linhas carregadas por uma substância conhecida como cerol, ou seja, uma mistura de cola com vidro moído (ou limalha de ferro ou pó de quartzo). A brincadeira não tem nada de inofensiva, tanto que várias vidas foram perdidas, mas, mesmo assim, medidas de impacto não foram adotadas no país buscando resolver o problema e impedir que novas vítimas venham a ser atingidas. Em Brumado, é muito comum, principalmente nessa época dos ventos, vermos no céu azul do sertão, as fantásticas pipas fazendo suas acrobacias, uma cena de beleza plástica, mas que, esconde o terror em suas manobras. No fim de tarde do último sábado (16), o vigilante Marcelo Pereira Meira, de 32 anos, foi gravemente ferido por uma linha de pipa com cerol próximo ao campo de futeboldo do Bairro Baraúnas. Marcelo voltava da zona rural com sua motocicleta e foi surpreendido quando algumas crianças empinavam suas pipas. Ele passava por umas das ruas que da acesso ao bairro, mas não avistou a linha atravessada na via, ao ser atingido pela linha com cerol, a mesma enroscou em seu pescoço e causou um grande corte deixando-o agonizando com o próprio sangue e, por sorte, ele foi socorrido por jogadores que estavam próximo ao local onde era realizado uma partida de futebol. Com medo de Marcelo poder morrer por sufocamento, os amigos decidiram levar o memso para a emergência do Hospital Professor Magalhães Neto, onde foi imediatamente atendido e encaminhado para sala de cirurgia pela equipe médica.  Segundo os médicos, mesmo não sendo aconcelhado ter removido a vítima, a ação rápida dos amigos acabou salvando  a vida do vigilante que não aguentaria esperar caso o socorro viesse a demorar. Moacir Pereira, irmão de Marcelo relatou ao 97NEWS que ele passa bem e já está se recuperando em casa do grande susto que levou. O pai de Marcelo, o aposentado Salvador Pereira, faz um apelo aos pais de crianças e adolecentes que soltam pipa com cerol, pedindo para que os mesmos não soltem mais pipas desta maneira  ou uma nova vítima poderá ser atingida. Ele relatou que “meu filho quase teve o pescoço decepado, é uma brincadeira perigosa que pode matar”. Eles ainda aproveitaram para agradecer o empenho e o atendimento qualificado que foi feito pelas equipes do Hospital Magalhães Neto. 


O local no Bairro das Baraúnas é um dos que mais utilizados para empinar pipas em Brumado (Fotocomposição: 97NEWS)

Por 97News

posted from Bloggeroid

patrocínios

patrocínios