Parceiros

Parceiros
Mercevolks

Parceiros

Brasil: Polícia Rodoviária Federal dará início nessa quarta-feira a operação Corpus Criste 2017


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia inicia à 0h de quarta-feira (14) a Operação Corpus Christi 2017. O esquema especial promoverá o reforço no policiamento em pontos estratégicos das rodovias federais até às 23h59 de domingo (18). O objetivo das ações é diminuir o número de acidentes graves no período e garantir a livre circulação dos usuários. Para tanto, serão realizadas, além do patrulhamento rotineiro, fiscalizações voltadas para coibir as práticas mais nocivas no trânsito como excesso de velocidade, embriaguez ao volante e ultrapassagens forçadas ou proibidas. Haverá ainda uma especial atenção voltada para a fiscalização de motocicletas, tipo de veículo que gera danos severos nos ocupantes em caso de acidente. Haverá a utilização de viaturas de duas rodas operadas por policiais treinados, o que tornará a fiscalização mais eficiente em decorrência da agilidade desses equipamentos. As equipes estarão dispostas principalmente nos perímetros urbanos de rodovia. No ano passado, os trechos da região sul da Bahia (BRs 101 e 367), do Anel de Contorno e cidades próximas de Feira de Santana (BRs 116 e 324) foram os locais com maior número de ocorrências graves, representando mais da metade dos óbitos registrados. Por essa razão, o Grupo de Motociclistas de Estado (GME) e mais equipes de reforço serão colocadas nesses pontos durante a Operação. Embora não tenham ocorrido mortes na Operação em 2016 no trecho da BR 324 na saída de Salvador e da BR 101 no Recôncavo, também haverá equipes extras em pontos estratégicos em decorrência do grande fluxo de saída esperado para o período.
No ano passado, a Operação Corpus Christi, entre 25 e 29 de maio, registrou 27 acidentes considerados graves, aqueles que resultaram em pelo menos um ferido grave ou morto. Essas ocorrências resultaram em 21 mortos e 19 feridos graves. Com relação aos tipos de acidentes mais letais no período, o destaque vai para a colisão frontal, modalidade de ocorrência que matou 13 pessoas somente no período em análise. A queda de motocicleta vem logo em seguida, com três óbitos, seguida de colisão transversal (2), colisão lateral (2) e saída de pista (1).


Por PRF

patrocínios

patrocínios