Parceiros

Parceiros
Mercevolks

Parceiros

Violência extrema :Homem mata a mãe após discussão sobre roupa

Em depoimento à polícia, nesta quarta-feira, 22, Joílson Santos do Nascimento, 30 anos, confessou ter agredido a mãe, a vendedora ambulante Valdelice Santos do Nascimento, 55, durante uma discussão por ele ter mexido nas roupas dela na noite da terça-feira, 21. Ele disse que empurrou a mãe no chão, bateu a cabeça dela na parede várias vezes e depois a golpeou com um pedaço de madeira.

Valdelice não resistiu às agressões e foi encontrada morta em um quarto da casa onde morava com o filho na Rua Coreia do Sul, na Chapada do Rio Vermelho.

Ao saber da morte da vendedora, populares tentaram linchar Joílson, mas foram impedidos por policiais da Base Comunitária de Segurança (BCS) da Chapada do Rio Vermelho, que o prenderam em flagrante e o levaram para a 28ª DT (Nordeste de Amaralina).

Joílson foi autuado em flagrante por homicídio pela delegada Mariana Ouais, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), do Departamento de Homicídios (DHPP). Ele já tinha uma passagem pela polícia por uma tentativa de assassinato praticada no município de Milagre [distante 239 Km de Salvador].

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil, o rapaz disse ainda que achou que a mãe estava apenas desmaiada e saiu de casa para buscar ajuda. Populares tentaram agredi-lo quando ele voltou ao imóvel.

Além disso, familiares informaram à polícia que Joílson era usuário de drogas e tinha transtornos mentais, assim como Valdelice. Mãe e filho moravam sozinhos no imóvel e brigavam constantemente por qualquer motivo. Contudo, apenas Valdelice possuía documentos que comprovavam o problema, segundo a polícia.

Nenhum familiar foi encontrado pela reportagem no bairro, e nem no Instituo Médico-Legal Nina Rodrigues (IML) na manhã desta quarta. O sepultamento de Valdelice estava previsto para ocorrer à tarde, no Cemitério do Campo Santo.

O caso

Na ocorrência registra na Central de Polícias (Centel) consta que o crime foi motivado por ganância. Isso porque os PMs encontraram o imóvel revirado e o suspeito afirmou, na ocasião, que estava à procura de dinheiro.

“Depois que praticou o crime, ele ficou subindo e descendo a rua. Dava para ver que ele estava transtornado. Depois de um tempo, ele mesmo foi à Base (BCS) avisar o que tinha acontecido. Quando saiu de lá, os moradores correram atrás dele para bater, mas os PMs o pegaram antes”, contou um morador, sob anonimato.

“Ele sempre agredia a mãe. Há um mês, ele deu um soco no olho dela, mas ela não disse o motivo. Dessa vez, ele queria dinheiro para usar drogas”, contou uma moradora. Valdelice foi descrita como uma mulher trabalhadora. “Ela mexia com várias coisas, cosméticos, roupas, picolé. Esse horário mesmo, ela estava na rua trabalhando”, completou a moradora.



Por site A Tarde

patrocínios

patrocínios