Parceiros

Parceiros
Mercevolks

Parceiros

Por falta de chuva, Vitória da Conquista terá racionamento de água

Embasa anunciou restrição de fornecimento nesta segunda-feira (16). Bairros e localidades rurais do município receberão água de forma alternada.

16/05/2016 17h17 - Atualizado em 16/05/2016 18h02

Do G1 BA

Com falta de água moradores devem abastecer
água em baldes (Foto: Reprodução/TV Sudoeste)

O fornecimento de água em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, será racionado a partir de 23 de maio, segundo informações da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), nesta segunda-feira (16).

De acordo com a empresa, a ação tem o objetivo de garantir a continuidade do abastecimento de água no município. A medida é necessária por conta da falta de chuvas na região, que reduziu o volume de água armazenado nas barragens de Água Fria I e II, além de diminuir a vazão do rio Catolé.

Diante da redução da disponibilidade hídrica, os bairros e localidades rurais da cidade foram divididos em dois grupos, que receberão água de forma alternada, por períodos de três dias consecutivos para cada grupo. A Embasa informou que os calendários de distribuição começaram a ser entregues à população ainda nesta segunda-feira.

Os mananciais Água Fria I e II ofertam apenas 13 mil litros de água por dia, mas para atender a demanda da cidade, seriam necessários 48 mil litros. Atualmente, os reservatórios possuem 2,6 bilhões de litros de água acumulados, o que corresponde a 39% de sua capacidade total de acumulação.

A adutora do Catolé já chegou a ser responsável por 45% da água distribuída na cidade, porém com a falta de chuva, representa apenas 20% da oferta.

Bairros e zona rural de Vitória da Conquista foram divididos em dois grupos, que receberão água de forma alternada (Foto: Divulgação/Embasa)

Embasa informou que calendários de distribuição começaram a ser entregues à população de Vitória da Conquista ainda nesta segunda-feira (16)) (Foto: Divulgação/Embasa)

Por:Globo.com

patrocínios

patrocínios