Parceiros

Parceiros
Mercevolks

Parceiros

Dilma diz que foco em qualidade de vida representa "o novo" no País

Presidente anunciou R$ 13,5 bilhões em recursos para saneamento básico e pavimentação.

A diferença entre a velha e a nova política foi tema de discursos durante lançamento de R$ 13,5 bilhões em investimentos em saneamento e pavimentação, em evento no Palácio do Planalto. A uma plateia de prefeitos, a presidente Dilma Rousseff disse que “o novo” no Brasil precisa atender diferentes áreas, mas focando sempre na qualidade de vida da população.


“De fato, o novo é uma visão que o Brasil precisa simultaneamente atacar novas áreas, mas tendo um foco. Vai de saneamento até petróleo, vai de médico até pavimentação, mas tem um foco que é que nós temos de garantir qualidade de vida e isso significa serviços públicos e infraestrutura para a nossa população”, disse a presidente para uma plateia de prefeitos.

Dilma discursou depois do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. Sem citar as eleições de 2014, Aguinaldo falou que em breve o Brasil assistiria a “um dos mais velhos antigos e bolorentos debates no nosso País”. “Um debate sobre o que é novo e o que é velho na vida publica brasileira”, disse.

A “nova maneira de fazer política” é uma das apostas da ex-senadora Marina Silva, que se filiou ao PSB de Eduardo Campos, possível adversário de Dilma Rousseff em 2014.

“Primeiro na segunda-feira tivemos o leilão do campo de Libra e com ele quebrou-se o velho paradigma do País entre a privataria e o estatismo. Com o modelo de partilha, o Brasil transpôs o modelo do velho e inaugurou o novo. Mostrou que é possível respeitar o interesse brasileiro e atrair o capital. O velho era o empreguismo, a xenofobia. O novo é conciliar o publico e privado a serviço de ambos”, disse o ministro.

Investimentos
A presidente da República, Dilma Rousseff, anunciou nesta quinta-feira R$ 13,5 bilhões de investimentos em saneamento e pavimentação para 1.198 municípios, sendo R$ 10,5 bilhões só para saneamento. As obras fazem parte da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Na área de saneamento, os recursos vão para obras de sistemas drenagem de águas pluviais, rede de abastecimento de água e esgotamento sanitário.  Os recursos serão destinados para pavimentar 7,5 mil km de vias e ciclovias, além de 15 mil km para calçadas e sinalização para acessibilidade e pedestres.

Durante o evento, o governador de Rondônia, Confúcio Moura, disse que a cobertura de esgoto em seu Estado passará de 2% para 60%. “Se não fosse esses recursos do governo federal, seria muito difícil para os prefeitos sem capacidade de investimento fazer”, disse.

  por:  Terra.com.br

 

patrocínios

patrocínios