Parceiros

Parceiros
Mercevolks

Parceiros

Greve na Anvisa afeta abastecimento de medicamentos na Bahia


Correio da Bahia
A greve nacional dos servidores federais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afetou o fornecimento de medicamentos para a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Os servidores da Anvisa entraram em greve no dia 16 de julho, no entanto, 70% deles voltaram ao trabalho no dia 10 de agosto, após determinação da Justiça Federal.
De acordo com informações da Sesab, os medicamentos que foram atingidos por transtornos no abastecimento foram o Brometo de Tiotrópio, o Salmeterol + Fluticasona e Formoterol + Budesonida. Todos são bronco-dilatadores. Segundo a Secretaria, até a próxima semana o Brometo de Tiotrópio já deve voltar a ser distribuído nas unidades de saúde do estado.
Em setembro, o Salmeterol + Fluticasona e o Formoterol + Budesonida devem estar disponíveis. Anteontem, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou, em entrevista coletiva do Hospital Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), no Rio de Janeiro, que a greve da categoria não estava afetando o abastecimento dos hospitais.
“Dos casos apresentados de ontem para hoje (de falta de medicamentos ou insumos), nenhum tem qualquer tipo de relação com retenção de cargas pela Anvisa”, disse Padilha. Segundo o ministro, a agência continuará fazendo monitoramento diário junto ao setor privado.
“Quando este informar qualquer situação que possa existir, a Anvisa estabeleceu um fluxo prioritário, com remanejamento de servidores e envio do procedimento para Brasília, se necessário, para que não exista interrupção no abastecimento de medicamentos e insumos essenciais na área da saúde pública”, explicou.
Com a greve na Anvisa, ficam prejudicados serviços como registro de medicamentos, inspeção de fabricantes e controle de qualidade.
blog da resenha geral.

patrocínios

patrocínios